Fandom

Wiki Naruto

Jinchūriki

964 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar
Jinchuuriki.png

Os jinchūriki mais recentes.

O jinchūriki (人柱力; literalmente significa "Poder do Sacrifício Humano") são seres humanos que têm Bestas com Caudas selados dentro deles. Eles exibem poderes extraordinários e, em alguns casos são mais poderosos que suas criaturas com caudas, porque eles têm a inteligência para usar os poderes das bestas de forma eficaz.

O jinchūriki são normalmente pessoas solitárias, vistas por aqueles ao seu redor como o Bijū que foi selado dentro de si, levando ao preconceito e a ser odiado e temido. De acordo com a Akatsuki, os dois primeiros jinchuūrikis que eles capturaram detestavam a humanidade e as suas aldeias eram de fato felizes por ser livrar deles.[1] No entanto, certos jinchūrikis recusaram a desistir, apesar de serem evitados, ao invés de ter um comportamento alegre, e acabou ganhando respeito. Tais exemplos são Killer Bee e Naruto.

História Editar

O primeiro jinchūriki foi o Rikudō Sennin, que selou o Jūbi dentro de si para salvar o mundo. No entanto, sabendo que sua morte iria liberar o Jūbi de volta ao mundo, o Sennin usou o Izanagi para dividir seu chakra em nove Bijuus, antes de usar o Chibaku Tensei para selar o seu corpo para longe no que se tornaria a lua.[2][3] No momento da formação das vilas shinobi, Hashirama Senju, o Primeiro Hokage, usou suas técnicas de Mokuton para capturar e dar vários Bijūs para as outras vilas shinobi como tratados de paz, a fim de estabilizar o equilíbrio de poder entre elas,[4] mas após a morte do Hashirama, as aldeias tiveram problemas com as bestas. O Segundo Kazekage de Sunagakure foi o primeiro a pesquisar o Jinchūriki, com as outras aldeias seguinte, logo depois, com esperanças de usar os animais como armas em hospedeiros humanos, ou em caso de Konohagakure, evitar que animal faça mal à sua aldeia. A fim de evitar que o Jinchūriki se torne um traidor, é tradição selecionar pessoas a partir da família do próprio Kage da vila. Desta forma, o Jinchūriki não só tem fortes laços de lealdade à vila e seu líder, mas também serve para mostrar talvez o Kage.[5] Por exemplo, Gaara é o filho do Quarto Kazekage, e Killer Bee é o irmão do Quarto Raikage.

Selamento Editar

Cada aldeia tem utilizado um selo diferente quando cria seu Jinchūriki. Por exemplo, Konoha utilizou o Hakke no Fūin Shiki, e Kumogakure usou o Tekkō Fūin. Akatsuki, uma organização cujo papel na série é capturar os Jinchūriki, usa o Fūinjutsu: Genryū Kyū Fūjin para extrair e selar o Bijū dentro do Gedō Mazō para uso futuro. Eles têm, a partir da Quarta Guerra Mundial Ninja, capturadas sete das nove bestas.

Se o Bijū é removido do corpo do seu jinchūriki, o jinchūriki vai morrer. Da mesma forma, se o jinchūriki morre com o Bijū ainda selado dentro deles, a besta vai morrer também. Devido a isso, o Bijū tendem a ser muito protetor de seu jinchūriki, e toma todas as medidas sempre que suas vidas estão em perigo. No entanto, isto não foi sempre assim, antes da Nove Caudas ser selada em Naruto, foi dito que poderia sobreviver à morte do seu jinchūriki, com a única conseqüência é que ele levaria tempo para ser revivida.[6] Também, com raras exceções de um jinchūriki sobreviver a uma extração pode ocorrer, se o anfitrião tever resistência alta o suficiente.[7]

O selo que mantém um Bijū dentro de seu jinchūriki do sexo feminino está em seu ponto mais fraco quando ela está em trabalho de parto, devido à nutrição da criança no útero, utilizando o poder do selo, o enfraquecimento do selo em proporção direta. Como tal, um ninja é necessário para manter o selo intacto durante o parto, e restaurar o selo de volta ao poder pleno depois. Uma gravidez de termo de jinchūriki do sexo feminino é de cerca de dez meses, presumivelmente porque o corpo tem que cuidar da criança e do selo simultaneamente, e como resultado, a criança se desenvolve mais lentamente.[8]

Habilidades Editar

Ver também: Habilidade Bijū

Os jinchūrikis demonstraram ter acesso a grandes quantidades de chakra e acesso a estilos de combate únicos, dependendo de seu bijū: Gaara manipula areia, Yugito respira fogo, Rōshi cria lava, Killer Bee cospe tinta, e Naruto tem regeneração rápida. Através do treinamento, eles podem ganhar acesso adicional a seu bijū e seu chakra, como Killer Bee ser capaz de sincronizar com o Hachibi, e transformar-se nele, e Naruto acessar o chakra Yōton (Yang) da Kyūbi apenas quando ele precisa, e dando-lhe uma mortalha de chakra que se assemelha o Rikudō Sennin.[9] Bijū também pode fornecer seus jinchūriki vantagens constante, como a auto-ativação do protetor de areia de Gaara que protege automaticamente ele, até mesmo de auto-lesão. E fator de cura que Naruto ativa imediatamente, logo que ele incorre em feridas.

Controle Editar

Os jinchūriki têm o potencial de controle através de seu Bijū com pura força de vontade e concentração, mas requer muito treinamento, a fim de retê-lo. Se um jinchūriki inexperiente transforma mais em suas formas de Bijū, sua personalidade tende a corroer a seus instintos animais, tornando-se não só mais feroz na batalha, mas também cada vez mais perigoso para os seus amigos e aliados. O melhor local de treinamento para um jinchūriki controlar seu Bijū é na Cachoeira da Verdade.

De acordo com Gerotora, fica implícito que o poder do Bijū é composta de duas partes: o seu chakra e sua vontade. Por exemplo, Naruto sempre tirou o chakra do Nove-caudas, a sua vontade com o seu ódio se fundem com ela, incansavelmente tentando controlar o Naruto sempre. Para controlar seu poder, Naruto deve ter sua própria vontade e coração, ao mesmo tempo, muito forte e livre de ódio, de modo a separar a Kyūbi vão a partir do seu chakra completamente.[10]

O controle de Gaara sobre Shukaku tinha aumentado no início de Naruto Shippūden, onde pôde criar e utilizar os seus braços gigantes várias vezes. Yugito também mostrou um alto nível de controle, sendo plenamente capaz de se transformar no Nibi com facilidade.[11] No anime, Utakata pôde assumir a forma de Rokubi também.[12] No entanto, o faltava seu controle em comparação com Yagura e Killer Bee, como eles se tornaram os jinchūriki com controle completo sobre o poder de suas bestas.[13] Enquanto Naruto agora tem acesso total ao chakra da Kyūbi,[14] ele só recentemente ganhou controle sobre ela.[15]

De acordo com o Hachibi, uma vez que o jinchūriki é completamente capaz de empunhar o chakra de seu Bijū, tanto a besta e seu jinchūriki deve compartilhar nenhuma hostilidade para com os outros e tem acordos de comércio de determinados montantes de seu próprio chakra, para que o jinchūriki se transforme inteiramente em seu bijū sem perder o controle e ser capaz de executar o Bijūdama. Caso contrário, realizar a transformação sem a cooperação do bijū vai resultar em fracasso, e o bijū vai gradualmente consumindo o próprio chakra do jinchūriki sempre que utilizar o seu chakra, aumentando a chance do jinchūriki morrer. Infelizmente, no caso de Naruto, Nove-Caudas não é o tipo de chegar a um acordo com seus jinchūrikis e fazer tal coisa.[16]

Lista de Jinchūriki Editar

Casos Semelhantes Editar

  • No anime, Sora só tinha uma parte do chakra da Kyūbi selada nele, que fez dele um "pseudo-jinchūriki".[17] Mesmo que fosse concedida capacidades semelhantes às de um jinchūriki real, ela era muito inferior. Essa classificação também é dada aos Irmãos Ouro e Prata, que alimentaram-se da carne do estômago da Kyūbi e adquiraram uma parte do poder da mesma, com capacidade inferior à de um jinchūriki, mas com aparência semelhante.
  • Em Naruto Shippūden 2: Vínculos, Amaru tinha o Reibi selado dentro dela, mas porque o Reibi não é um animal real com cauda, Amaru não é considerado ums jinchūriki.
  • No anime, Yūkimaru tinha a habilidade de controlar parcialmente o Sanbi.[18] Apesar de sua aparência ser semelhante à de Yagura, nenhuma conexão foi confirmada entre os dois. O Sanbi não era realmente selado dentro de Yūkimaru, e, portanto, ele não era um jinchūriki real.
  • No video game Naruto Shippūden: Dragon Blade Chronicles, Kuroma Tatsuhiro e Akari Tatsuhiro serviram como hospedeiros para Dark Light and Dragons, respectivamente. Kuroma alegou que tanto ele quanto Akari foram discriminados, assim como os jinchūriki, devido a ser personificações desses monstros, como mostraram os chifres em suas cabeças. Foi esta razão Naruto acreditava que ele pudesse convencer Kuroma ligando com ele.

Curiosidades Editar

  • Gaara morreu quando Akatsuki removeu o Shukaku de seu corpo, mas, mais tarde, ele foi revivido por Chiyo. Embora ele não tenha mais Shukaku selado dentro dele, ele ainda pode controlar a areia. Não se sabe se outros jinchūriki teriam mantido os seus poderes sob as mesmas circunstâncias tivessem sobrevivido extração de sua besta.
  • Kushina Uzumaki era a Jinchūriki conhecida apenas por ter sobrevivido a extração de seu Bijū, devido à vitalidade do seu clã.
  • Takigakure é a única aldeia que não pertençam a uma das Cinco Grandes Países Shinobi conhecido por ter Jinchūriki.

Veja Também Editar

Referências Editar

  1. Naruto capítulo 266, págs 14-15
  2. Naruto capítulo 467, págs 15-16
  3. Naruto capítulo 510, págs 11-12
  4. Naruto capítulo 404, pág 14
  5. Naruto capítulo 493, pág 14
  6. Naruto capítulo 503, pág 13
  7. Naruto capítulo 501, pág 12
  8. Naruto capítulo 500, págs 08-09
  9. Naruto capítulo 505, págs 07-08
  10. Naruto capítulo 490, págs 10-11
  11. Naruto capítulo 313, págs 07-11
  12. Naruto: Shippūden episódio 151
  13. Naruto capítulo 458, pág 03
  14. Naruto capítulo 505, págs 07-08
  15. Naruto capítulo 516, pág 15
  16. Naruto capítulo 519, págs 08-11
  17. Naruto: Shippūden episódio 68
  18. Naruto: Shippūden episódio 92

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória